Resenhas

sexta-feira, 10 de abril de 2015

[RESENHA] "SILÊNCIO", DE BECCA FITZPATRICK

Nome: Silêncio
Autora: Becca Fitzpatrick
Série: Hush Hush (#03)
Editora: Intrínseca
Onde comprar: Buscapé
No terceiro livro da série Hush, Hush, após o choque de acordar em um cemitério e descobrir que ficou desaparecida por semanas, Nora Grey não se lembra de nada que aconteceu nos últimos cinco meses, justamente a época em que o anjo caído Patch entrou em sua vida. Para piorar sua situação, a jovem passa a ter conturbadas visões e é constantemente assombrada pela cor preta.

Ao tentar descobrir o que aconteceu consigo durante esse período, pessoas perigosas, com poderes sobrenaturais, cruzam seu caminho. Nora não sabe mais em quem pode confiar, mas um estranho desconhecido, que mexeu bastante com ela, parece ter a chave para solucionar o mistério que a cerca.

Resenhas | Série “Hush Hush”


   


Depois da leitura arrastada de "Crescendo", comecei "Silêncio" desejando que a obra me fizesse lembrar o que eu gostei tanto em "Sussurro" (além de Patch!) e sim, felizmente "Silêncio" voltou com uma história tão gostosa de acompanhar quanto a do primeiro volume da série.

Nora acordou em um cemitério, completamente sozinha e confusa. Ela não consegue se lembrar de nada, então somente mais tarde descobre que foi sequestrada e mantida em cativeiro por longos três meses. Seria normal ela ficar assustada com a possibilidade de seu sequestrador retornar, porém Nora perdeu as memórias dos últimos cinco meses de sua vida. O significa que, ela não se lembra de como foi raptada ou de qualquer característica das pessoas que estão por trás disso, e que suas lembranças sobre anjos caídos e nefilins se foram.

Embora Nora tente seguir em frente como lhe foi aconselhado, lampejos de memórias continuam surgindo, principalmente flashes de um preto intenso que lhe causam bons arrepios. Ela sabe que falta algo, ou melhor, alguém importante em sua vida e não vai descansar até ter isso de volta.
“Sentia, claramente, que existia em minha cabeça uma ponte quebrada, e que a verdade estava do outro lado desse abismo. [...] Eu sabia que era absurdo pensar uma cor poderia ganhar vida, mas, uma ou duas vezes, tive certeza de vislumbrar algo mais substancial por trás dela. Um par de olhos. [...] Queria encontrar aqueles olhos negros, ficar frente a frente com eles. Queria saber a quem pertenciam. A cor me atraía, chamando-me a segui-la.”
Com Blythe (a mãe) e Vee não facilitando para que Nora recupere certas lembranças, ela inicia uma busca por conta própria e felizmente contando com a ajuda de um velho amigo que reaparece após ouvir falar de sua amnesia. Logo a mente da protagonista abre-se novamente para o mundo habitado por além de simples humanos e ela (re)descobre a assustadora verdade sobre o seu papel na antiga batalha entre anjos caídos, nefilins e arcanjos.

A melhor coisa sobre esse livro é que Nora voltou a ser aquela garota que corre atrás de seus objetivos. Mesmo. Embora as pessoas ao seu redor insistam para que ela desista de procurar por certos segredos e até mesmo inventem algumas mentirinhas para mantê-la no escuro, Nora prefere seguir sua intuição e não se deixa desistir tão facilmente.
“Se eles achavam que eu ia ficar sentada e conformada, se esperavam que eu fosse o modelo perfeito da menina doce e alienada, não eram tão espertos quanto acreditavam ser.”
O romance entre Nora e Patch tem espaço na trama (e eu acredito que os fãs da série matariam a Becca se não tivesse), mas cada vez mais a batalha entre os anjos caídos e nefilins é explorada, o que eu estou adorando, pois significa muito mais ação. Os nefilins querem vingança contra os anjos caídos e parecem bem convencidos de que podem ganhar esta guerra, mas se a "prole do demônio" é obviamente mais forte e poderosa, qual é a carta na manga que teriam os nefilins para se sentirem tão confiantes?

Becca consegue medir espaço para temas como o romance, conflitos entre seres poderosos e os próprios problemas de Nora e sua amnésia. A autora conseguiu fazer algo que me prendeu na história e que me deixou querendo descobrir os segredos e intenções dos personagens.

"Sussurro" continua sendo o meu favorito, mas a autora fez um ótimo trabalho em "Silêncio" com uma escrita fácil e uma sequência de acontecimentos que faz a sua parte para que a leitura flua muito bem. A capa é simplesmente maravilhosa e me conquistou desde o momento em que a vi pela primeira vez, quando a Becca postou em seu site oficial. Revisão e diagramação estão ótimas. Editora Intrínseca está de parabéns, mais uma vez!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO

O blog Paixonites Literárias não incentiva o download ilegal de livros. Por favor, peço para que não utilizem esse espaço de comentários para solicitar ou fornecer livros e/ou sites para download. Comentários dessa espécie serão excluídos.