Resenhas

segunda-feira, 4 de julho de 2016

[RESENHA] "TRÊS COISAS SOBRE VOCÊ", DE JULIE BUXBAUM

Nome: Três Coisas Sobre Você
Autora: Julie Buxbaum
Editora: Arqueiro
Onde comprar: Buscapé

Livro enviado como cortesia pela Arqueiro
Setecentos e trinta e três dias depois da morte da minha mãe, 45 dias após o meu pai fugir para se encontrar com uma estranha que ele conheceu pela internet, 30 dias depois de a gente se mudar para a Califórnia e apenas sete dias após começar o primeiro ano do ensino médio numa escola nova onde conheço aproximadamente ninguém, chega um e-mail.

Deveria ser no mínimo esquisito, uma mensagem anônima aparecer do nada na minha caixa de entrada, assinada com o bizarro nome Alguém Ninguém. Só que nos últimos tempos a minha vida tem estado tão irreconhecível que nada mais parece chocante...

A História


"Três Coisas Sobre Você" nos abrem as portas para a vida de Jessie, uma adolescente que viu seu mundo virar de pernas para o ar depois da morte da mãe há quase dois anos. A vida da garota deu uma nova sacudida quando ela foi surpreendida pelo pai, que viajou a negócios e retornou com uma nova esposa e a notícia de que se mudariam de Chicago para Los Angeles, onde sua madrasta, uma mulher muito rica, mora com o filho adolescente.

Já é difícil para Jessie se acostumar a mansão grandiosa e ao quarto luxuoso que ela não consegue chamar de seu, mas as coisas pioram quando ela é matriculada na escola particular junto ao seu novo irmão, que não quer saber de ser visto na companhia dela.
“Estou mais perdida, confusa e sozinha do que nunca. Não, o ensino médio não vai ser uma época que vou recordar com carinho. Uma vez a minha mãe me disse que o mundo é dividido em dois tipos de pessoa: as que adoram os anos do ensino médio e as que passam a década seguinte se recuperando deles. O que não mata fortalece.

Mas alguma coisa matou a minha mãe, e eu não estou mais forte.”
O lugar é repleto de jovens ricos e mimados, cheios de experiências de vida que só o dinheiro pode oferecer, o que faz com que Jessie sinta-se deslocada e tenha dificuldades para fazer amigos. Mas então ela é surpreendida mais uma vez, agora por um e-mail anônimo assinado por um indivíduo que se autodenomina Alguém Ninguém - também conhecido como AN.

O objetivo do AN é ajudar Jessie a se adaptar à nova escola. Ele diz a ela quem são as pessoas certas para fazer amizade, as pessoas de quem deve manter distância e tira outras dúvidas da garota em relação ao colégio.
“tenho observado você no colégio. [...] eu fico com vontade de saber o que se passa nessa sua cabeça. vou ser sincero: não costumo me interessar pelo que há na cabeça dos outros. a minha já dá trabalho suficiente.

o objetivo deste e-mail é oferecer meus conhecimentos. Desculpe ser o portador de más notícias: não é fácil se orientar nos territórios ermos do colégio Wood Valley. o lugar pode parecer caloroso e receptivo, com a ioga, a meditação, os cantinhos de leitura e o carrinho de café (desculpe: o Karrinho de Kafé), mas, como todos os outros colégios do ensino médio (ou de um jeito até pior), é uma droga de uma zona de guerra.”
Conforme os dias passam, Jessie ganha novos amigos, aprende mais sobre os alunos do Wood Valley e também cria uma forte amizade com o AN, que segue sem coragem de se revelar pessoalmente. Curiosa para saber quem é o garoto que parece entendê-la tão bem, Jessie pede a ajuda de suas amigas para descobrir quem está por trás das mensagens que ela recebe diariamente.
“– AN não é esquisito – defendo.
– Certo – reage Dri. – Porque mandar mensagens anonimamente para uma pessoa todos os dias não é nem um pouco esquisito.”
Entre os problemas em casa e as provocações das garotas populares malvadas, Jessie tenta descobrir quais dos garotos charmosos que a cercam é o rosto por trás do AN. No entanto, um colega de classe acaba despertando novos sentimentos na protagonista, que de repente se vê em meio a uma dúvida: investir no garoto que tem roubado seus pensamentos, ou continuar a procura da identidade de seu querido AN?

Personagens


Jessie passa por umas poucas e boas enquanto tenta sobreviver ao mundo de riquezas e intrigas em Los Angeles. A vida não anda fácil e por isso a vemos reclamar bastante sobre seus problemas, ainda assim gostei muito da personagem. A garota é corajosa o bastante para tomar atitudes quando quer algo e é muito fiel aos amigos e familiares.
 “Não sou forte. Até o mês passado eu achava que era. De verdade. A vida me deu socos, cagou na minha cabeça, e eu caí de boca, para misturar as metáforas. Ou não. Às vezes a sensação era de que a vida tinha cagado na minha boca.”
O misterioso Alguém Ninguém é muito divertido e torna-se um bom amigo para Jessie. Eles possuem muitas coisas em comum e compartilham seus problemas, dando força um para o outro. O AN realmente a escuta e a entende, o que faz com que ela queira saber mais e mais sobre ele, daí que surge o costume de todos os dias eles trocarem uma lista onde eles contam três coisas sobre eles mesmos.

Scarlet é a melhor amiga de Jessie que ficou em Chicago. Ambas se conhecem há muito tempo e possuem relacionamento cheio de boas lembranças que nem mesmo a distância consegue destruir. Dri e Agnes são as primeiras pessoas, depois do AN, com quem Jessie faz amizade em Los Angeles. Elas não são do tipo que se destacam no colégio, mas são joviais e auxiliam a protagonista na tentativa de descobrir quem é o AN.

Ethan é o colega de classe que desperta o interesse de Jessie e de outras alunas do Wood Valley. Ele é descrito como um garoto muito bonito, inteligente e é também bastante reservado, o que aumenta a curiosidade da garota em relação a ele.
“ – Não sou dos piores – responde Ethan, e ali está seu súbito sorriso pateta de novo.
Tão iluminado e lindo que é como olhar direto para o sol.”
Liam é o filho da dona da livraria onde Jessie trabalha, além de ser o namorado de uma das garotas mais populares do colégio e também crush da Dri. Ele parece sentir algo além de amizade pela protagonista, trazendo ainda mais confusões para a vida dela.

Caleb é mais um dos alunos ricos de Wood Valley e melhor amigo de Liam. Apesar de seu jeito indiferente, ele demonstra ter algum interesse por Jessie.

Rachel era uma viúva antes de se tornar a madrasta de Jessie. Ela não sabe como lidar com a enteada, mas faz o possível para que a convivência entre ambas seja agradável. O pai de Jessie esteve fora do ar depois da morte da primeira esposa e foi inconsequente ao largar tudo e ir para Los Angeles, sem ao menos pensar em como essa mudança seria para a filha. Isso não quer dizer que ele não se preocupe com ela.

Theo é o filho homossexual de Rachel. Ele é bem seguro sobre sexualidade e faz questão de demonstrar isso. Theo sempre contou com o apoio de seus pais e principalmente de seu genitor, o que torna difícil para ele aceitar os novos membros da família. A relação entre ele e Jessie começa com o pé esquerdo, mas evolui naturalmente para algo melhor.

Minha Opinião


“Três Coisas Sobre Você” é um livro delicioso de acompanhar e perfeito para aqueles que desejam uma leitura rápida, não pelo número de páginas, mas em razão da história ser envolvente. A narrativa trata de temas sérios - como luto, bullying e aceitação – de forma bem leve, com uma linguagem juvenil com a qual o leitor se identifica.

A maioria dos personagens são cativantes e dois em particular, sendo um deles o AN, me deixavam suspirando em cada aparição. Apesar de o foco ser o recomeço de Jessie, a autora conseguiu abrir uma brecha contar um pouco sobre os dramas que os outros enfrentam. Ao longo das páginas deparamo-nos com diversas situações que incluem recomeços, preconceito, superação, amor não correspondido, problemas com os pais, a questão da virgindade e comportamentos superficiais.
“O tempo não cura todas as feridas, não importa quantos cartões de pêsames rabiscados ás pressas por parentes distantes jurem que isso seja verdade.”
Quanto à edição, me surpreendi por ter gostado da capa do livro. Cores chamativas não estão entre as minhas favoritas e nem o rosa, mas essa capa é simplesmente maravilhosa eita que rimou. Amei a combinação com o preto e os desenhos fazendo referências às coisas da vida de Jessie. A Arqueiro também deu um show com a diagramação e revisão, que estão impecáveis.

Bastou a sinopse para que eu me interessasse pela história e depois que iniciei a leitura, simplesmente mergulhei de vez em meio às confusões da vida de Jessie. “Três Coisas Sobre Você” não me surpreendeu, desde o início eu senti que sabia quem era o Alguém Anônimo e no final acertei, mas de maneira alguma fiquei decepcionada. Ao contrário, gostei muito do livro e fiquei extremamente feliz com a minha escolha de solicitá-lo para editora.


Clique aqui para ler um trecho do livro


2 comentários:

  1. Olá!
    Esse livro também foi um dos que solicitei, mas ainda não li. Eu costumo gostar de histórias assim, então quando vi a sinopse não tive dúvidas. Bom saber que você gostou da leitura, ainda que não tenha te surpreendido.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir

ATENÇÃO

O blog Paixonites Literárias não incentiva o download ilegal de livros. Por favor, peço para que não utilizem esse espaço de comentários para solicitar ou fornecer livros e/ou sites para download. Comentários dessa espécie serão excluídos.