Resenhas

sábado, 3 de setembro de 2016

[RESENHA] "QUANDO O AMOR BATER À SUA PORTA", DE SAMANTA HOLTZ

Nome: Quando O Amor Bater à Sua Porta
Autora: Samanta Holtz
Editora: Arqueiro
Onde ComprarBuscapé

Livro enviado como cortesia pela Arqueiro
Malu Rocha é uma escritora de 29 anos independente, confiante e bem-sucedida. Mora sozinha em São José dos Pinhais, perto de Curitiba, onde mantém uma rotina regrada de pedalar todas as manhãs, escrever e, semanalmente, visitar o avô de 98 anos em uma casa de repouso.

Porém sua vida toda controlada sai do eixo quando um homem bate à sua porta e se apresenta como Luiz Otávio Veronezzi, dizendo ter perdido uma reunião marcada com ela. Malu não se lembra do compromisso e sua primeira reação é dispensá-lo. Mas o belo desconhecido insiste, explicando que sofreu um acidente de carro, ficou em coma e perdeu a memória, assim como seus documentos. As únicas coisas que restaram foram um pouco de dinheiro e um papel com o nome e o endereço de Malu, o nome dele e a data da reunião. Luiz confessa que a escritora era sua última esperança para descobrir a própria identidade.

O problema é que ela não tem a menor ideia de quem ele seja.

Desconfiada, mas sentindo-se responsável pelo acontecido, Malu decide ajudá-lo e embarca em uma jornada para descobrir quem ele é – o que acaba trazendo à tona muitos fatos sobre si mesma, seus medos e segredos mais bem guardados, além de um passado que preferia esquecer.

A bela narrativa e a trama que prende do começo ao fim nos convidam a acompanhar Malu e Luiz nessa busca que se transforma em uma história de amor de tirar o fôlego.

Malu estava naquela fase da vida em que tudo que desejamos é mandar todos ás favas e simplesmente viver assim. Aos 29 anos, ela é uma aclamada escritora de romances, que hoje já não acredita mais que o que escreve acontece. Um pouco cética, se auto-nominando realista, ela precisa agora escrever mais um romance para sua Editora, e dessa vez deseja dar um final diferente. Chega de finais felizes que iludem as leitoras. Malu queria conscientizar as pessoas que os finais perfeitos com heróis resgatando princesas e vivendo felizes para sempre é apenas uma grande mentira, e o máximo que encontramos na vida real é um belo coração partido.

Apesar de ter essa fachada de fria e cética, existe um coração dentro de Malu, que aparece sempre que ela encontra seu avô, seu Ignácio. Sendo seu único parente que realmente se importa com ela, o avô é como que a coisa mais importante na vida de Malu, o que a mantêm conectada com os sentimentos necessários a todo ser humano.
"- Por que está fazendo isso? - perguntou, intrigada.
  - Isso o quê?
  - Você devia estar preocupado em encontrar suas lembranças e curar a amnésia, e não em me ajudar com um final idiota de livro. Por que está agindo como se meus problemas fossem mais importantes?
  Os olhos dele esquadrinharam seu rosto antes de ele responder, quase em um sussurro:
  - Porque eu me importo com você."
Um dia, enquanto Malu escrevia um pouco sobre seus protagonistas do novo livro, Luiz Otávio e Ana Clara, seguindo fortemente o ideal de não enganar seus leitores mais com finais felizes inexistentes e ilusórios, ela é interrompida com o barulho da campainha. E essa interrupção vai mudar para sempre a vida de Malu. Na sua porta aparece um sujeito chamado Luiz Otávio (sim, o universo pregou uma bela peça na Malu) que alega ter perdido a memória e todos os seus pertences em um acidente de carro, e a única coisa que lhe restava era um papel no bolso com o nome de Malu escrito, e o horário de uma reunião agendada.

Primeiro Malu desconfia, afinal as pessoas são más, certo? Mas passado algum tempo, Malu percebe sinais de honestidade e verdade na postura de Luiz Otávio, e decide ajudá-lo da forma que pudesse sem comprometer seu bom senso, já que ele era extremamente agradável aos olhos. O que Malu não esperava era que além de descobrir mais sobre essa incógnita que é Luiz, ela também se reconectará com a verdadeira Maria Luiza, que há muito foi enterrada e escondida debaixo de uma pose de durona e inabalável. 
"Luiz
 A voz da culpa ameaçou acusá-lo, mas se calou ao lembrar que ele não era o único ali com um passado escondido. Malu também tinha seus segredos, que, ao contrário dele, mantinha ocultos por vontade própria - como aquela aliança, que ele tinha certeza de que guardava muito mais história do que ela fora capaz de lhe contar."
Esse livro me encantou, e eu imploro que você pare e dê uma chance a ele. A história não é nada do que eu esperava!! Foi fantástico ver como Luiz conseguiu quebrar a rocha que escondia a rosa (essa referência vocês tem que ler para entender). Amei Rebeca, a assessora de 22 anos que a escritora foi praticamente obrigada a contratar por um ano, que só a colocava em situações complicadas. Malu me surpreendeu tanto, e é uma personagem tão real que eu fiquei pensando se a autora fala de si mesma ou de uma criação. Não posso falar muito, se não conto coisas surpreendentes. Ás vezes a sinopse nos dá uma ideia superficial da narrativa, e eu fui pega de surpresa no desenrolar da história, sem a mínima ideia de como lidar com os sentimentos que me atravessavam. A autora soube encontrar o ponto entre o real e o fictício. Se bem que eu tenho minhas esperanças dessa história linda ser verdadeira.
"- Como é difícil acordar essa memória preguiçosa! - Ele disfarçou o embaraço em um sorriso brincalhão, porém Malu notou um tom genuíno de preocupação ali.
 - Fique tranquilo. Quando estiver nesses lugares, com certeza será mais fácil se lembrar de algo e trazer a memória de volta. Foi o que o médico disse, não foi?
 - Espero que seja simples assim. Mas, quer saber? - Ele cruzou os braços e esboçou um sorriso ao olhar para ela. - Enquanto as memórias antigas não voltam, estou gostando muito das novas que estou construindo aqui com você."
Eu não consigo colocar em palavras; essa história vai muito além de mais um romance. Fala sobre a vida de cada um de nós, que como Malu nos escondemos atrás de máscaras ou comportamentos calculados, refreando quem verdadeiramente somos por termos sido machucados ou enganados. A verdadeira beleza da vida para mim não está em se descobrir, mas sim em se reencontrar. Porque se descobrir não é difícil. mas se perder em meio a decepções e sofrimentos que a vida traz é extremamente fácil. Por mais livros que nos lembrem quem somos, e não nos deixem desistir de lutar até nos acharmos de novo. LEIAM POR FAVOR ESSE LIVRO, ELE É SENSACIONAL!! Obrigada editora linda, por publicar essa obra maravilhosa! Manda mais que tá pouco!


Clique aqui e leia um trecho do livro, disponibilizado no site da Arqueiro.


2 comentários:

  1. Uau! Uau! Uaaaaaaaau!

    Isa, você acaba de me tirar o fôlego com essa resenha tão linda, tão bem escrita e tão cheia de amor!! :)

    Fiquei muito feliz em saber que a história a surpreendeu tanto, e tão positivamente! Sua interpretação sobre a mensagem por trás da trama, a forma como colocou em palavras, nossa! Amei, amei e amei! Você também é uma ótima escritora :)

    Ahhhhh, e já vi que você entrou para o time "Samanta Holtz é Malu Rocha" kkkkk! Brincadeiras à parte, algumas leitoras me escrevem e dizem que acham que eu escrevi minha própria história no livro rs... quem me dera ter esse desfecho incrível que Malu teve no aeroporto, com Luiz Otávio! Mas nunca que sabe... quem sabe o meu próprio Luiz ainda baterá à minha porta e me trará um final feliz mais lindo do que eu poderia sonhar? :)

    Engraçado que, em alguns momentos da produção deste livro, eu acabei sofrendo algumas decepções e comecei a pensar igual a Malu... que finais felizes são apenas para a ficção, mesmo. Não pensava assim quando escrevi a história, apenas enquanto era revisada e preparada para publicação. Mas, felizmente, consegui trilhar minha jornada de volta à rosa interior e quebrar a rocha que se formava aqui dentro! Todos temos nossos escudos a baixar, não é? :)

    Estou muito feliz mesmo ao ler essa resenha linda! E já estou linkando em meu site ;)

    Beijos no coração,
    Sam :*

    ResponderExcluir