Resenhas

sábado, 6 de maio de 2017

LANÇAMENTOS] MAIO | GRUPO EDITORIAL ROCCO


Os três livros que compõem a "Biblioteca Hogwarts", usados pelos alunos da Escola de Magia e Bruxaria na série "Harry Potter" – "Quadribol através dos séculos""Os contos de Beedle, o Bardo" e "Animais fantásticos e onde habitam" –, reunidos num box que não pode faltar na estante dos fãs. Além de serem vendidos separadamente, os livros podem ser adquiridos dentro de uma caixa especial, formando a coleção dos sonhos de qualquer Potterhead.

Escritos por J.K. Rowling, os três livros que compõem a Biblioteca Hogwarts – Animais fantásticos e onde habitam, Quadribol através dos séculos e Os contos de Beedle, o Bardo – chegam às prateleiras em novas edições, levando o leitor de volta ao universo mágico de Harry Potter. Agora em capa dura, com novo projeto gráfico e novas ilustrações de capa e miolo, os títulos podem ser adquiridos individualmente ou reunidos no box especial Biblioteca Hogwarts.


Nome: Quadribol Através dos Tempos
Autora: J.K. Rowling
Esporte tão popular para os bruxos quanto o futebol para os não bruxos, o quadribol é praticado com os jogadores suspensos em suas vassouras e, como o nome sugere, com quatro bolas por partida. Quadribol através dos séculos apresenta um histórico completo do esporte mais praticado em Hogwarts, desde a sua origem até o presente século, as modificações ocorridas ao longo do tempo, descrição dos times e sua difusão pelo mundo. Repleto de detalhes curiosos, o livro é leitura obrigatória para os alunos da Escola de Magia e Bruxaria frequentada por Harry Potter (e para os fãs).

Segundo Kennilworthy Whisp, famoso especialista em quadribol e pseudônimo de J.K. Rowling, o primeiro registro sobre o esporte data do século XI: uma bruxa que vivia às margens do brejo Queerditch, relatou em seu diário, em poder do Museu do Quadribol em Londres, que um grupo de bruxos montados em suas vassouras jogava bola, tentando acertar em troncos situados em cada lado do lugar, e pedras. De lá até os dias de hoje, o quadribol evoluiu até chegar ao que conhecemos através dos livros da série Harry Potter.


Nome: Os Contos de Beedle, o Bardo
Autora: J.K. Rowling
Citado em Harry Potter e as Relíquias da Morte como um presente deixado pelo mestre Alvo Dumbledore para Hermione Granger, Os contos de Beedle, o Bardo reúne cinco contos populares para jovens bruxos e bruxas. Como J.K. Rowling explica na apresentação do livro, pouco se sabe do passado de seu autor, apenas que Beedle, o Bardo, teria nascido em Yorkshire no século XV, possuía uma longa barba e que suas histórias foram passadas de geração em geração por pais bruxos para seus filhos, da mesma forma que os contos e fábulas escritos para pequenos trouxas (crianças não bruxas). O livro, traduzido das runas originais pela personagem Hermione, a partir do velho exemplar herdado por ela, traz comentários e notas do professor Alvo Dumbledore. São reminiscências do mestre que revelam muitas curiosidades sobre sua fascinante personalidade e o passado de Hogwarts

A primeira das histórias, “O bruxo e o caldeirão saltitante”, tem como protagonista o filho de um bruxo muito bom que, após a morte do pai, decide não ajudar os outros como o pai o fazia; “A fonte da sorte” mostra a busca de três bruxas e um cavaleiro por uma fonte, cuja água concede boa sorte a todos aqueles que nela se banharem; em seguida, a mais assustadora das narrativas, “O coração peludo do mago”, sobre um velho bruxo incapaz de amar e uma donzela que em muito lembra as donzelas dos contos de fadas trouxas; em “O conto dos três irmãos”, Rowling apresenta as aventuras da esperta “Babbity, a coelha, e seu toco gargalhante”; já “O conto dos três irmãos” aparece na íntegra em Harry Potter e as Relíquias da Morte e é fundamental para o entendimento da trama.


Nome: Animais Fantásticos e Onde Habitam

Autora: J.K. Rowling
Existe um exemplar de Animais fantásticos e onde habitam em todas as casas bruxas. Afinal, é muito importante para qualquer aprendiz de bruxo conhecer essas criaturas e saber, por exemplo, que a acromântula é uma aranha monstruosa de oito olhos e dotada de fala humana desenvolvida pelos bruxos para guardar suas casas ou tesouros; ou que o basilisco possui cor verde-vivo e pode alcançar até quinze metros de comprimento.

Com seis novas criaturas e prefácio inédito do autor Newt Scamander, especialista em animais fantásticos, o guia original de animais mágicos da série Harry Potter traz um inventário completo desses seres incríveis. O livro foi adaptado para o cinema como uma aventura ambientada em Nova York muitas décadas antes do nascimento do menino bruxo, com roteiro de J.K. Rowling.


Nome: A Hora da Estrela
Autora: Clarice Lispector
A hora da estrela faz quarenta anos. Nenhum outro livro de Clarice Lispector contribuiu mais para a popularidade da escritora junto ao grande público. Adotada em escolas, vestibulares e universidades, é a obra dela que mais vende e foi levada ao cinema em 1985 com direção de Suzana Amaral. Um pequeno milagre para um volume de pouco mais de 80 páginas, mas que consegue reunir todos os fios de uma escrita única, com a força da linguagem aliando-se a aspectos sociais, ao trágico da vida e, ao mesmo tempo, ao cômico. Uma obra de arte universal que marcou a despedida de Clarice.

Em sua famosa entrevista na televisão ao repórter Julio Lerner, Clarice mencionou o livro que tinha acabado de escrever e que seria publicado pela primeira vez em outubro de 1977 pela José Olympio: “É a história de uma moça que era tão pobre que só comia cachorro-quente. Mas não é só isso. A história é sobre uma inocência pisada, uma miséria anônima.”

O estranho nome da personagem – Macabéa – foi retirado do episódio bíblico dos macabeus, o grupo liderado por Judas Macabeu, um dos maiores heróis da história judaica. Ela é uma moça pobre que tenta a sorte no Rio de Janeiro, vinda de Alagoas, o estado onde os Lispector se estabeleceram ao chegar ao Brasil.

A cidade de Macabéa, no entanto, não é a dos cartões-postais. Ela mora numa vaga de quarto, compartilhado com mais quatro balconistas, num velho sobrado colonial da “áspera rua do Acre, entre as prostitutas que serviam a marinheiros, depósitos de carvão e de cimento em pó, não longe do cais do porto”.

Macabéa ganha menos que um salário mínimo, mas tem suas qualidades e prazeres: “Sou datilógrafa e virgem, e gosto de Coca-Cola.” Como a própria escritora, adora a Rádio Relógio e passa horas ouvindo os anúncios. Usa batom vermelho nos lábios, para se sentir uma estrela de cinema. Num dia chuvoso, até arruma uma namorado, o metalúrgico Olímpico de Jesus, também nordestino.

Enquanto escrevia a novela, já adoentada, Clarice passou a frequentar, por sugestão do casal de amigos Marina Colasanti e Affonso Romano de Sant’Anna, uma cartomante no bairro do Méier. Dona Nair lhe pintava um mundo cor-de-rosa: a saúde está ótima, um assunto amoroso confirmado, é o fim dos problemas, uma alegria só. A escritora aproveitou o insólito da situação para a criação ficcional: Macabéa também consulta uma cartomante e esta lhe prevê um futuro luminoso – “verdade” bem diferente daquela que a espera.


Nome: Aqui Estou
Autor: Jonathan Safran Foer
No livro de Gênesis, quando Deus exclama: “Abraão!”, antes de lhe dar a ordem de sacrificar seu filho Isaac, Abraão responde: “Aqui estou.” Depois, quando Isaac exclama: “Meu pai!”, antes de lhe perguntar por que não havia nenhum animal a ser sacrificado, Abraão responde: “Aqui estou.” Como podemos cumprir os deveres conflitantes de pai, marido e filho; esposa e mãe; criança e adulto? E judeu e americano? Como reclamar de nossas próprias identidades se nossas vidas estão tão estreitamente ligadas às dos outros? Essas são as perguntas que habitam a essência do primeiro romance de Jonathan Safran Foer em onze anos: um trabalho de enorme alcance e intimidade desconcertante.

Desdobrando-se ao longo de quatro semanas turbulentas em Washington, D.C., nos dias de hoje, Aqui estou é a história de uma família entrando em colapso contra o pano de fundo de uma crise. Enquanto Jacob e Julia Bloch e seus três filhos são forçados a confrontar as distâncias entre as vidas que eles pensam que desejam e as vidas que estão vivendo, um terremoto catastrófico desencadeia um conflito que se agrava em velocidade alarmante no Oriente Médio. Estão em xeque o significado de lar e a questão fundamental: com quanta intensidade é suportável viver?

Demonstrando a mesma inventividade enérgica, irreverência jocosa e urgência emocional que leitores e críticos amaram em seus trabalhos anteriores, Aqui estou é o romance mais exploratório, retumbante e eloquentemente divertido de Foer até agora. Ele não só confirma a grandeza do seu talento literário, mas revela um romancista que encontrou sua voz enquanto um dos escritores mais importantes dos Estados Unidos de hoje.


Nome: Um Romance Perigoso
Série: André & Gordo: Detetives #03
Autor: Flávio Carneiro
Preste atenção no vermelho.

A cor está nos detalhes: nos bilhetes, nos envelopes e no cenário dos crimes. Por onde quer que passe, o assassino deixa como assinatura um lastro vermelho de pistas. Mas, para a dupla de detetives André e Gordo, a cor é apenas um indício da complexa personalidade do serial killer do novo caso que assumiram.

Juntos, eles mergulham no universo da literatura policial para destrinchar o funcionamento dessa mente homicida avessa aos best-sellers de autoajuda e entusiasta de Dashiell Hammett.

Os autores do famoso grupo editorial Frieden estão morrendo e o modus operandi é sempre o mesmo: uma injeção de estricnina que leva as vítimas ironicamente a manterem o risus sardonicus como expressão para eternidade.

Em cada cena de crime, o assassino deixa uma dica para a próxima vítima que será encontrada apenas na obra de Hammett e, de quebra, um exemplar de A irmãzinha, de Raymond Chandler.

Perambulando pelas ruas do Rio de Janeiro, guiados pela fome do Gordo e a sede de cerveja de André; esse duo de amantes de livros e aventuras vai correr contra o tempo para decodificar os sinais do assassino e salvar a vida dos autores do grupo Frieden. Para isso, vão contar com a ajuda de Heleno, um policial aposentado; da bela e despachada Ana, namorada de André; e do alfaiate Valdo Gomes, um amante da obra de Hammett que entra em cena para arrematar os fios desse mistério.

A trilha vermelho-sangue os leva ao possível alvo final do assassino: Victor Winner, o sedutor e bem-sucedido sócio do Frieden, que esconde um segredo enterrado num passado nebuloso.

E é ao desvendarem esse segredo, que André e Gordo vão descobrir que vermelho, na verdade, é a cor da vingança.

Nessa história de enganos e disfarces, Flávio Carneiro presta sua homenagem singular ao gênero policial ao apontar um desfecho inusitado para um caso em que a paixão e a vingança são parceiras no crime.

Nome: Minha Mãe Fazia
Autora: Ana Holanda
O melhor bolo de chocolate do mundo é o da sua mãe. Bom, talvez não seja o bolo de chocolate. Pode ser a lasanha, ou o suflê de milho, ou o pudim de leite. Mas sem dúvida existe uma receita gravada para sempre na sua memória – afetiva e gustativa –, aquela que não teria o primeiro lugar ameaçado nem pelos pratos dos melhores chefs do mundo. Porque são receitas que transcendem o próprio alimento, que são um pedaço da nossa história.

Em Minha mãe fazia, Ana Holanda abre as portas de sua casa e as páginas de seu caderno de receitas para guiar o leitor por uma jornada sentimental através da comida. Suas crônicas são saborosas como aquela conversa de fim de tarde, regada a bolo quente e café fresco, na mesa da cozinha ou na sala-de-estar. Cada crônica é sempre acompanhada por uma receita, cuja simples leitura evoca aromas e lembranças que ora nos transportam para a infância, ora nos acalentam depois de um dia difícil, ora nos enchem de alegria com a memória de uma mesa farta, rodeada por família e amigos.

Portanto, aceite o convite. Relembre sabores há muito tempo esquecidos, lugares especiais e pessoas queridas. Sirva-se à vontade – porque tem sempre mais uma travessa no forno!

 Nome: A Ordem dos Clarividentes
Autora: Samantha Shannon
Paige Mahoney escapou da colônia penal Sheol I, mas seus problemas estão só começando: muitos dos sobreviventes estão desaparecidos, e ela é a pessoa mais procurada de Londres.

Enquanto Scion está à caça da andarilha onírica, os mime-lordes e mime-rainhas da cidade são convocados para uma reunião da Assembleia Desnatural. Jaxon Hall e seus Sete Selos se preparam para assumir o palco, mas a comunidade clarividente encontra-se dividida por segredos obscuros. E então os Rephaim começam a sair das sombras. Mas onde está o Mestre? Paige deve seguir em frente, de Seven Dials a Grub Street e às catacumbas secretas de Camden, até que o destino do submundo seja decidido.


Nome: O Bom do Amor
Autora: Chris Melo
A escritora Chris Melo e a ilustradora Laís Soares traduzem em aquarelas e frases o verdadeiro bom do amor, a melhor parte de estar junto cotidianamente, nos momentos alegres e tristes, compartilhando os pequenos prazeres do dia a dia. E comovem retratando a rotina de um casal que ri de seus erros, sabe se divertir, cuida um do outro e dá um significado real à palavra “companheirismo”.

Uma jornada quadro a quadro, sensível, emocionante e sincera ao cerne dos relacionamentos amorosos. Um livro sobre a beleza da aventura que é estar junto.




Nome: Órfã #8
Autora:  Kim van Alkemade
Inspirada em fatos reais, Kim van Alkemade narra a fascinante história de uma mulher que precisa escolher entre a vingança e o perdão.

Após uma tragédia familiar, a pequena Raquel, com apenas quatro anos de idade, é enviada ao orfanato e separada do seu irmão. Submetida a vários experimentos, considerados ‘normais’ para os orfanatos da época, Rachel foge para o Colorado na esperança de reencontrar seu irmão e esquecer as dores de sua infância. Porém, anos depois, enquanto trabalha com enfermeira no Lar Hebraico de Idosos, Rachel recebe um paciente muito familiar. E esta será uma chance do destino. Agora ela só precisa se decidir entre perdoar ou vingar anos de sofrimento deixados para trás.

Repleta de detalhes históricos meticulosos, Orfã #8 é uma história poderosa sobre escolhas e emoções que moldam nossos destinos.

Nome: guerra do Rock
Autor: Robert Muchamore
As doze melhores bandas jovens da Grã-Bretanha vão ser selecionadas para participar de uma eletrizante competição.

A grande vencedora vai ter seu álbum produzido por uma gravadora.

Quem vai sobreviver à Guerra do Rock?

Jay toca guitarra, escreve canções e sonha em ser músico. Mas suas ambições são sufocadas por sete irmãos e um baterista terrível.

Summer trabalha duro na escola, cuida de sua avó e tem uma voz maravilhosa. Mas será que seu talento pode sobreviver ao nervosismo?

Dylan prefere ficar deitado em seu beliche fumando, mas o treinador de rúgbi do colégio tem outros planos para ele, e o garoto é obrigado a se juntar a uma banda para evitar ser devorado vivo no campo.

Os três estão prestes a entrar na maior batalha de suas vidas.


Nome: Ivy Pocket e o Segredo do Diamante
Autor: Caleb Krisp
VOCÊ ESTÁ PRONTO PARA IVY POCKET?
PORQUE IVY POCKET ESTÁ PRONTA PARA VOCÊ!

Conheça a garota que todos estão tentando evitar!

Pobre Ivy Pocket! Além de ser uma órfã sozinha neste mundo imenso, ela também é um desastre ambulante que provoca desordem, mal-entendidos e travessuras em todos os lugares. Sabendo disto sobre Ivy Pocket, você a pediria para entregar um colar de diamantes de valor inestimável, beleza inacreditável, e, possivelmente, amaldiçoado a Matilda Buttlerfield a tempo de seu baile de aniversário de 12 anos?

NÃO! Você pediria a absolutamente QUALQUER PESSOA, menos Ivy Pocket!
Contudo, não é o que acontece neste livro.

Ivy Pocket pode ser uma criada de doze anos de idade sem qualquer importância, mas também é uma pessoa espetacular em todos os aspectos. Pode perguntar a ela!

“Tenho toda a delicada beleza de uma princesa que vive em uma torre.”
“Tenho todos os instintos de um coelho assustado.”
“Tenho todos os instintos de um agente secreto.”


Nome: Os Guardiões do Sangue
Autor: Carter Roy
Quando a mãe de Ronan vai buscá-lo na escola e do nada se envolve em uma perseguição de alta velocidade, o jovem fica em choque. Seu pai, tão nerd e pacato, foi sequestrado? E os sequestradores estão atrás dele também? Como assim?

Ronan logo descobre que sua mãe é tudo, menos igual às outras. Na verdade, ela faz parte de uma antiga ordem de cavaleiros, os Guardiões do Sangue – uma sociedade secreta de espadachins jurados a proteger trinta e seis almas nobres cuja segurança é crucial para a sobrevivência da raça humana.

Agora todas aquelas atividades extracurriculares (ginástica, judô, treinamento de sobrevivência) que a mãe o obrigava a cumprir fazem sentido. Afinal, de uma hora para a outra, Ronan se vê no meio de uma aventura por vezes divertida, por vezes assustadora, mas sempre emocionante, correndo de perigo em perigo e valendo-se de sua engenhosidade para driblar a Curva Sinistra, um bando de malfeitores com estranhos poderes.

Acompanhado de dois parceiros improváveis – Greta, uma menina de gênio forte de quem ele nunca gostou tanto assim, e Jack, um jovem batedor de carteiras –, Ronan conta apenas com sua astúcia e o último conselho de sua mãe: Não confie em ninguém.

É muita responsabilidade para deixar nas mãos de um menino de treze anos.
Se bem que Ronan talvez não seja um menino igual aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO

O blog Paixonites Literárias não incentiva o download ilegal de livros. Por favor, peço para que não utilizem esse espaço de comentários para solicitar ou fornecer livros e/ou sites para download. Comentários dessa espécie serão excluídos.