Resenhas

sábado, 29 de agosto de 2015

[CINEMA] ATOR DE "STAR WARS" ENTRA PARA O ELENCO DE "O CÍRCULO"

O ator John Boyega, que poderemos ver em breve em "Star Wars - O Despertar da Força", entrou para o elenco da adaptação de "O Círculo", baseado no livro de Dave Eggers. O filme contará ainda com a atuação de Emma Watson e Tom Hanks, já anunciados anteriormente.

A trama acompanha Mae Holland (Watson), uma jovem que é contrata para trabalhar na O Círculo, uma das empresas de internet mais poderosas do mundo. A companhia agrega servidores de e-mail, mídias sociais, serviços bancários e sistemas de compras, basicamente controlando as identidades online das pessoas.

O romance se transforma em um thriller contemporâneo sobre os perigos da vida em uma era digital, quando Holland passa a perceber que os dados pessoais são coletados, peneirados e monetizados e utilizados para a vigilância, tornando obsoleta a privacidade.

O The Hollywood Reporter divulgou que Boyega irá interpretar um funcionário da O Círculo. Seu personagem e a de Emma Watson iniciam um relacionamento depois que ela começa a trabalhar na empresa.

A direção ficou a cargo de James Ponsoldt (O Maravilhoso Agora), que também escreveu o roteiro. O cineasta é ainda o produtor do projeto, ao lado Hanks e Gary Goetzman (O Silêncio dos Inocentes). As filmagens estão previstas para se iniciarem em setembro.

O livro "O Círculo" foi publicado no Brasil pela Editora Companhia das letras. Confira a capa e a sinopse da obra:

Encenado num futuro próximo indefinido, o engenhoso romance de Dave Eggers conta a história de Mae Holland, uma jovem profissional contratada para trabalhar na empresa de internet mais poderosa do mundo: O Círculo. Sediada num campus idílico na Califórnia, a companhia incorporou todas as empresas de tecnologia que conhecemos, conectando e-mail, mídias sociais, operações bancárias e sistemas de compras de cada usuário em um sistema operacional universal, que cria uma identidade on-line única em por consequência, uma nova era de civilidade e transparência.

Mae mal pode acreditar na sorte de fazer parte de um lugar assim. A modernidade do Círculo aparece tanto na sua arquitetura quanto nos escritórios aprazíveis e convidativos. Os entusiasmados membros da empresa convivem no campus também nas horas vagas, seja em festas e shows que duram a noite toda ou em campeonatos esportivos e brunches glamorosos. A vida fora do trabalho, porém, vai ficando cada vez mais esquecida, à medida que o papel de Mae no Círculo torna-se mais e mais importante.

O que começa como a trajetória entusiasmada da ambição e do idealismo de uma mulher logo se transforma em uma eletrizante trama de suspense que leva questões fundamentais sobre memória, história, privacidade, democracia e os limites do conhecimento humano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário