Resenhas

sábado, 2 de abril de 2016

[RESENHA] "OS BONS SEGREDOS", DE SARAH DESSEN

Nome: Os Bons Segredos
Autora: Sarah Dessen
Editora: Seguinte
Onde comprar: Buscapé
A convivência de Sydney com os pais estava cada vez mais difícil desde que Peyton, seu irmão mais velho, foi preso por causar um acidente que deixou um garoto paraplégico. Sydney parecia a única a responsabilizar o irmão, ao contrário de seus pais, que enxergavam o filho como vítima.

Para fugir desse clima insuportável em casa, certa tarde Sydney entra numa pizzaria ao acaso. Lá conhece Layla, filha do dono do restaurante, e a amizade entre as duas é instantânea. Logo Sydney se vê contando à garota segredos que ninguém mais sabe.

Nesses encontros com a nova amiga, Sydney também descobre outro prazer: entregar pizzas. A garota achava mágico espiar fragmentos da vida das pessoas, mas em breve teria que abandonar o ponto de vista de mera observadora e assumir o papel de protagonista de sua própria vida.


Sydney Standford sempre viveu na sombra de seu irmão mais velho, Peyton, o queridinho da família que mesmo aprontando todas nunca é visto pelos pais, sobretudo pela mãe, como o culpado da história.

As coisas ficam realmente sérias quando Peyton, dirigindo embriagado, acaba atropelando um garoto, deixando-o paraplégico. Condenado pela justiça, ele é mandado para a prisão onde deverá ficar por alguns anos.

A irresponsabilidade de Peyton afeta toda a família Standford. O foco dos pais passa a ser a tentativa de conseguir a liberdade do filho, ignorando completamente a gravidade de suas ações. Mesmo não tendo nada a ver com o ocorrido, Sydney sente-se culpada pelo garoto que nunca mais andará e não aceita a atitude de seus pais, que não parecem sequer pensar na vítima do acidente.
“— Mas o que um garoto de quinze anos estava fazendo de bicicleta às duas da manhã, afinal?
Silêncio. Então veio a voz do meu pai:
— Julie…
— Eu sei, eu sei. Só fico me perguntando.
Só fico me perguntando. Naquele momento tomei consciência de que minha mãe jamais seria capaz de responsabilizar Peyton pelo acontecido. O laço entre eles era forte demais, apertado demais para enxergar a razão. Como se alguém merecesse ser atropelado e ficar paraplégico.”
Sentindo os efeitos financeiros da prisão de seu irmão, Sydney decide trocar a escola particular que sempre frequentou por uma pública, encarando isso como um recomeço. Após o primeiro dia de aula ela se depara com uma pizzaria perto de seu novo colégio, onde conhece os irmãos Layla e Mac Chathan, filhos dos donos do local.

As duas garotas se dão muito bem e Sydney logo é envolvida no círculo de amigos de Layla, além de se tornar muito próxima dos Chathan. A protagonista encontra nessa família o apoio que não sente na própria casa e aprende com as novas amizades a enfrentar seus medos e tentar entender todos os lados da história, pois muitas coisas em sua própria família não é bem o que parece.
“Eu sempre tinha sido a outra, a que não era Peyton. Já tinha até aceitado. Mas então finalmente conheci pessoas que me enxergavam de um jeito diferente. Agora que eu era real e estava em primeiro plano para alguém, nunca mais queria ser invisível.”
Vi muitas pessoas elogiando “Os Bons Segredos” e isso só fez aumentar minhas expectativas em relação a história. Felizmente posso afirmar que não me decepcionei e a leitura valeu cada minuto.

Eu amei acompanhar Sydney durante esse momento difícil. A adolescência em si já não é fácil e ter que conviver com todos os problemas que a cercam torna tudo pior. Sydney reprime os próprios sentimentos e sofre calada enquanto vê os pais fazendo de tudo para Peyton, pois ela não concorda que eles o mimem tanto quando ele deveria arcar com as consequências de seus atos.

A família Chatam tem problemas com os quais Sydney se identifica e a amizade deles a deixa confortável o bastante para falar sobre suas inseguranças. As conversas com a matriarca da família, uma mulher doente e paraplégica, fazem-na refletir sofre os sentimentos dos próprios pais e a possibilidade de eles também estarem escondendo a dor e a culpa, e também sobre Peyton, que cresceu sentindo-se prisioneiros das expectativas das pessoas ao seu redor. Sydney sempre acreditou que o irmão tinha uma vida fácil por ter a atenção de todos, mas nunca realmente se perguntou o que ele achava disso.
“Eu tinha passado tanto tempo considerando Peyton e meus pais uma coisa só, com a mesma linha de ação. Mas ele me mostrou que tinha personalidade e que carregava seu próprio fardo. Como eu não tinha sido capaz de compreender isso?”
Sarah Dessen possui uma escrita leve e gostosa de acompanhar. Os personagens são bem desenvolvidos e acredito que todos tiveram seu espaço na trama, o que possibilitou ao leitor conhecer um pouco da vida de cada um. Em “Os Bons Segredos” encontramos alegria, tristeza, emoção, intrigas e romance. Dessen consegue prender a atenção do leitor e envolvê-lo com sua história delicada e cheia de reflexões. A leitura fluiu muito bem e quando dei por mim, já estava nas últimas páginas do livro. É uma leitura que eu recomendo.
“— Não dá pra mudar o passado.
[...]
— Isso não quer dizer que você precisa se prender a ele.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO

O blog Paixonites Literárias não incentiva o download ilegal de livros. Por favor, peço para que não utilizem esse espaço de comentários para solicitar ou fornecer livros e/ou sites para download. Comentários dessa espécie serão excluídos.