Resenhas

segunda-feira, 3 de abril de 2017

[LANÇAMENTO] ABRIL | EDITORA ROCCO



Nome: Animais Fantásticos e Onde Habitam: O Roteiro Original
Autora: J.K. Rowling
Quando o magizoólogo Newt Scamander chega em Nova York, sua intenção é fazer apenas uma breve parada. No entanto, quando sua maleta mágica é trocada e parte de seus animais fantásticos escapa, isso representa um problema para todos...

Inspirado no livro didático de Hogwarts escrito por Newt Scamander, "Animais Fantásticos e Onde Habitam: O Roteiro Original" marca a estreia de J.K. Rowling, autora dos queridos best-sellers internacionais "Harry Potter", como roteirista. Uma façanha da imaginação, apresentando um elenco repleto de personagens marcantes e criaturas mágicas, essa é uma narrativa épica e repleta de ação em sua melhor forma. Para fãs ou iniciantes no mundo de Harry Potter, essa é uma adição perfeita à estante de qualquer leitor ou amante do Cinema. 


Nome: Eu e Você de A a Z
Autor: James Hannah
Ivo tem todos os motivos para ser feliz — ele é jovem, está apaixonado e tem amigos que prometem ficar ao seu lado se a vida um dia der errado. Até que, um dia, a vida dá errado.

Para Ivo, o jogo do A a Z é uma maneira de passar o tempo, de evitar a dor, de deixar de lado a doença que o persegue e uma maneira de pensar sobre o que realmente o trouxe até ali. A sugestão veio de sua enfermeira: “Pense em uma parte do corpo para cada letra, e pense em memórias conectadas a cada uma.”

E assim Ivo dá início a um compêndio de sua vida: das alegrias às escolhas duvidosas na adolescência, os momentos felizes ao lado de sua irmã, o insubstituível grupo de amigos, os relacionamentos rompidos, e, principalmente, o amor que ele nunca terá de volta. Ivo se lembra da garota que tentou ajudá-lo, do amigo que a impediu, e do erro que cometeu, um do tipo grande e imperdoável. Agora, o tempo está se esgotando enquanto sua vida aos poucos desmorona. Mas ele pretende colocá-la no lugar novamente. À sua maneira.

Emocionante, honesto e surpreendentemente bem-humorado, Eu e você de A a Z traz a revelação crua de uma existência vivida rápida e intensamente em um impressionante livro de estreia.


Nome: A Lição de Anatomia
Autora: Nina Siegal
Encomendada pela Guilda dos Cirurgiões de Amsterdã, A lição de anatomia do dr. Nicolaes Tulp foi a primeira obra importante de Rembrandt – a primeira a ser assinada apenas com seu primeiro nome –, uma das pinturas responsáveis por lançar o jovem artista ao reconhecimento universal e tida como um dos trabalhos mais revolucionários da história da arte.

Tendo o quadro como inspiração, a autora Nina Siegal percorre um dia em 1632 em que seis histórias se entrecruzam na capital holandesa. Da manhã da execução pública, em que o ladrão de casacos Aris Kindt espera sua vez de subir ao patíbulo e atender à sede de sangue da população no aguardado Dia da Justiça, ao grande evento daquela noite: a dissecação de um corpo no anfiteatro de anatomia da cidade.

Pelos seus pontos de vista alternados, acompanhamos Flora, a jovem grávida de Aris, que tem esperança de salvá-lo das mãos do carrasco, ou ao menos resgatar seu corpo e garantir ao amante um funeral cristão; Jan Fetchet, um colecionador excêntrico que trabalha na obtenção de cadáveres para dissecações; o filósofo René Descartes, que presencia a dissecação no esforço de sua busca por entender a essência da alma e do corpo humano; o cirurgião Nicolaes Tulp e sua ambição irrefreável; e o próprio mestre holandês, que, aos 26 anos de idade, diante dos acontecimentos ao longo do dia, é levado a fazer mudanças profundas em sua composição inicial.

E, já nos dias de hoje, a historiadora de arte Pia de Graaf, ao trabalhar na restauração da pintura, revela os mistérios de uma cena histórica e seus personagens, entre figuras proeminentes e o quase anonimato de um corpo.

Com uma sutil e minuciosa reconstituição de época, aliada a uma narrativa envolvente como um suspense contemporâneo, A lição de anatomia oferece uma saborosa porção da história, sugerindo como a arte e a ciência muitas vezes esbarram seus caminhos na brutalidade.


Nome: A Aventura do Estilo
Autor: Robert Louis Stevenson
Nas cartas e ensaios reunidos neste livro por Marina Bedran, o leitor encontrará o fascinante registro da amizade de dois gênios da literatura moderna: o escocês Robert Louis Stevenson e o americano Henry James.

O encontro entre os dois escritores nasce de uma discussão nas páginas da revista inglesa Longman’s, onde James publica em setembro de 1884 o célebre ensaio “A arte da ficção”, ao qual Stevenson responde três meses depois com o texto “Um humilde protesto”, de intento polêmico. A tréplica de James virá em âmbito privado, sob a forma de uma carta conciliatória e extremamente lisonjeira, onde se declara um entusiasmado admirador do “gênio” de Stevenson.

Nos dez anos seguintes (até a morte prematura de Stevenson em dezembro de 1894, aos 44 anos de idade), os dois amigos produzem uma correspondência notável em que as manifestações reiteradas de estima mútua, afetuosas e zombeteiras como acontece nas melhores amizades, nunca perdem de vista o interesse comum pela arte literária. A troca epistolar acompanha a jornada marítima de Stevenson até Samoa, mostra que ele refletia com tanta intensidade sobre seu ofício quanto James e inclui tiradas saborosas de ambos sobre a literatura da época, como esta bravata de Stevenson: “Kipling é de longe o jovem mais promissor que apareceu desde que – aham – eu apareci.”

James dedicaria dois ensaios ao amigo, ambos incluídos nessa edição: o primeiro, uma análise de sua obra; o outro, publicado após a morte de Stevenson, um tocante comentário biográfico a partir de suas cartas. Graças à pesquisa original de Marina Bedran, os leitores brasileiros têm agora acesso a um registro criterioso e o mais completo possível dessa amizade, que revela inesperados pontos de contato entre essas duas figuras-chave de vertentes fecundas, mas às vezes tidas por antagônicas, da literatura moderna.



Nome: Melodia Mortal
Autores: Pedro Bandeira e Guido Carlos Levi
Numa conversa descompromissada, o médico Guido Levi, amante da música e da literatura policial, contou-me de seus planos de escrever artigos examinando, à luz dos conhecimentos da medicina contemporânea, os indícios possíveis de serem levantados sobre as mortes polêmicas de alguns grandes compositores da música clássica.

De que realmente teria morrido Mozart? Assassinado por Salieri? E Tchaikovsky? Cólera ou envenenamento? Por que Schumann tentou suicidar-se? E Vincenzo Bellini? Foi realmente assassinado por seus hospedeiros? Chopin morreu mesmo tuberculoso? E Beethoven? Uma vítima do alcoolismo?

Por ocasião do falecimento destes e de tantos outros grandes músicos, a medicina de suas épocas era incapaz de diagnósticos precisos na hora de redigir seus atestados de óbito. Mesmo atualmente, com tudo o que a ciência já progrediu, não poderemos afirmar com certeza que este ou aquele compositor morreu disto ou daquilo, de modo a enterrar definitivamente qualquer controvérsia.

Impossível, mas saborosíssimo, pensei! E propus-lhe então reunir tudo isso num livro, mas, além da ciência da dúzia de médicos contemporâneos que o Guido convocou para ajudá-lo, imaginei lançar mão da argúcia de alguém realmente capaz de uma investigação profunda e eficaz. E quem senão Sherlock Holmes, ainda mais que seu melhor amigo era um médico que poderia auxiliá-lo na parte científica? Com isso em mente, convidamos justamente o doutor John H. Watson, que gentilmente concordou em colaborar conosco e, com seu estilo tão pessoal, tão cuidadoso nos detalhes, narrar-nos as ações de Holmes nessa empreitada, antes que médicos da atualidade dessem seus diagnósticos.

E o resultado, se não conseguiu dirimir perfeitamente as dúvidas que rondam as biografias desses artistas, foi, pelo menos, muito divertido! Nós, o Watson, o Guido Levi e eu, nos divertimos muito e temos certeza de que você, além de se divertir, aprenderá um bocado!


Nome: A Busca Sofrida De Martha Perdida
Autora: Caroline Wallace
Liverpool, 1976. Martha tem 16 anos e mora numa estação de trem desde que se entende por gente. Mais especificamente, desde que foi encontrada, ainda bebê, em uma mala na estação Lime Street, ficando sob os “cuidados” da dona da loja de achados e perdidos do local. Proibida de deixar a estação, sob a ameaça de uma maldição, Martha espera diariamente que alguém venha buscá-la.

Enquanto isso, passa seus dias atendendo os passageiros que circulam por ali, conhece todos os segredos da estação e acaba se envolvendo em alguns mistérios, entre eles o aparecimento de uma mala que talvez tenha pertencido aos Beatles e que coloca a cidade em polvorosa. Mas o maior mistério começa quando ela passa a receber livros com cartas de um desconhecido que parece saber tudo sobre a sua vida. Martha precisará correr contra o tempo se quiser encontrar repostas e não se perder novamente.



Nome: O Livro de Sangue e Sombra
Autora: Robin Wasserman
Quando tudo parecia caminhar bem, um atraso para um encontro muda a vida de Nora Kane para sempre. Seu melhor amigo, Chris, está morto; a namorada dele, Adriane, em estado catatônico; e Max, o príncipe encantado de Nora, desaparecido. Mas o que parecia um pesadelo ruim o suficiente, fica ainda pior quando Max se torna o principal suspeito do crime.

Desesperada para provar a inocência do namorado, a jovem, que trabalha num projeto de pesquisa traduzindo antigos manuscritos do latim, segue a trilha de sangue sem se importar com o destino final. E ele vai levá-la dos Estados Unidos à histórica Praga, e ao centro de um enigma que inclui uma teia obscura de sociedades secretas movidas pela ambição de encontrar a Lumen Dei, uma misteriosa máquina que contém a receita para o conhecimento supremo e para a comunhão com o divino, e que estaria enterrada num manuscrito de centenas de anos.



Nome: Supergirl na Super Hero High
Série: DC Super Hero Girls #02
Autora: Lisa Yee
Supergirl é a garota mais forte da galáxia, pode voar, é super-rápida, pode ver através das paredes – desde que não sejam de chumbo – e ainda consegue lançar laser com os olhos! O único problema: ela não confia nos próprios poderes!

Depois de perder o planeta, os pais e todo mundo que conhece, Supergirl se vê sozinha na Terra, um lugar novo e desconhecido. Embora a Tia Martha e o Tio Jonathan a tratem com muito carinho, Supergirl sente falta de casa.

Super Hero High seria a opção ideal para fazer novos amigos, aprender a controlar seus superpoderes e principalmente conhecer Wonder Woman, seu ídolo. No entanto, as aulas exigem dela muita cautela e concentração, dons que Supergirl acredita não ter.

Com a ameaça de invasores na escola e na cidade de Metropolis, Supergirl terá de colocar de lado sua insegurança e abraçar o potencial que todos nela enxergam, mas que ela insiste não ver! Quando o alarme de Salve o Dia tocar, ela precisa estar pronta para enfrentar os perigos e os supervilões!

Desta vez, Supergirl não pode falhar!

Supergirl na Super Hero High é o segundo livro da série DC Super Hero Girls, iniciada com As aventuras de Wonder Woman na Super Hero High


Nome: O Incrível Duelo dos Biscoitos
Série: Fergus Voador #03
Autores: Chris Hoy e Joanna Nadin
Fergus e seus amigos estão orgulhosos pela conquista do segundo lugar no Grande Desafio de Ciclismo e já começaram a treinar intensamente para a próxima fase da competição – o Campeonato Distrital. Mas com bicicletas modestas e um local simples de treino, será que eles vão chegar até a fase final?

Como se não bastasse, eles recebem a notícia da construção de uma nova fábrica da Biscoitos do Bruce exatamente no parque onde treinam. A empresa ofereceu uma quantia enorme de dinheiro ao município pelo terreno, e é quase impossível que Fergus e equipe consigam cobrir a oferta. A esperança do garoto é encontrar o pai em Nuncamais, que talvez, com suas ideias brilhantes, possa livrá-los dessa situação. Mas quando Fergus gira os pedais de sua bicicleta três vezes para trás, ele se depara com uma surpresa muito maior do que podia imaginar!


Nome: Quando Tudo Faz Sentido
Autora: Amy Zhang
Coleção Caindo na real
Ela seria um objeto em movimento que continuaria em movimento, mesmo que para isso precisasse passar por cima de tudo em seu caminho.
Inércia, força, massa, gravidade, velocidade, aceleração... causa e efeito.
Liz Emerson não entende nada disso.
Mas eu entendo.
Entendo como nós caímos. Onde caímos. Por que caímos. Entendo sua tristeza e solidão e silêncio, seu coração estilhaçado.
Não tem que ser assim, tem?
Não foi sempre assim, foi?
Permaneça viva, Liz Emerson, permaneça viva.



Nome: A Cor de Coraline
Autor: Alexandre Rampazo
Coraline ouviu de Pedrinho a pergunta que achou difícil: me empresta o lápis cor de pele? Aí começou a aventura da menina que fica indagando qual seria a cor da pele. Ela olhou todas as cores de sua caixa de lápis. Pequena, tinha apenas doze. Coraline repassou todas as cores e descobriu maravilhada que cada cor de pele é bonita, cada cor tem uma razão, cada cor significa uma pessoa, um jeito de ser.

De cor em cor, ela percebeu que não importa o tom de pele, todos são iguais. E então também soube que linda é a cor de sua pele. Assim, Alexandre Rampazo mostrou a diversidade e a unidade deste mundo. As cores não servem para diferenciar, mas para tornar tudo mais belo. Imagine a monotonia de um mundo cheio de gente de uma cor só? A beleza é a multiplicidade. Daria para Rampazo fazer meninos e meninas com todas as cores do mundo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO

O blog Paixonites Literárias não incentiva o download ilegal de livros. Por favor, peço para que não utilizem esse espaço de comentários para solicitar ou fornecer livros e/ou sites para download. Comentários dessa espécie serão excluídos.